CONSULTORIA
EM SAÚDE
GEOAMBIENTAL

A saúde geoambiental é uma disciplina técnico-científica que visa a identificação dos diferentes fatores de risco geoambiental de origem geofísica, tecnológica e química que confluem no interior dos edifícios nos quais vivemos e trabalhamos.

Conhecendo os níveis de todos estes fatores de “stress geoambiental” propomos a implementação de medidas corretoras com vista à melhoria do ambiente em que vivemos e ou trabalhamos tornando-o num espaço mais saudável e propicío á criação de bem-estar.

COMO PREVENIR QUE
OS ELETRODOMÉSTICOS,
AS TELECOMUNICAÇÕES,
OS ELEMENTOS DECORATIVOS,
OS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
OU AS RADIAÇÕES DO
EXTERIOR PREJUDIQUEM
O SEU BEM-ESTAR?

METODOLOGIA DA CONSULTORIA EM SAÚDE GEOAMBIENTAL:

– Inquérito inicial ao cliente (relativo ao imóvel e aos hábitos de uso diário de cada utilizador do imóvel);

– Deteção (medição com equipamentos profissionais específicos dos vários fatores de risco geoambiental capazes de influenciar a saúde e bem-estar de um imóvel, com enfoque especial nos locais de longa permanência (quartos, salas de estar, espaços de trabalho, etc.);

– Análise (todos os dados obtidos com a medição das diferentes variáveis são objeto de análise tendo por base a respetiva comparação com uma normativa interna da Habitat Saudável® que contempla o princípio de precaução estabelecido por diferentes convénios científicos independentes; tal permite-nos conhecer os níveis de biohabitabilidade do espaço analisado);

– Proposta de melhoria (apresentação do resultado final da consultoria com as respetivas propostas de melhoria, num formato de relatório escrito com informação técnica inerente aos fatores de ordem geoambiental analisados, plantas, tabelas, fotos, etc.).

PARA EMPRESAS

As pessoas assumem um papel crescente enquanto “o ativo mais valioso das empresas”. As condições de trabalho são parte integrante da cultura organizacional enquanto fator de captação e retenção dos melhores talentos, começando a desempenhar um papel cada vez mais preponderante na tomada de decisão. Em alguns casos, este fator é já considerado como mais importante que a remuneração nas faixas etárias mais novas. Os ambientes organizacionais têm sido frequentemente abordados enquanto espaços de harmonia, criando assim condições para o trabalho de equipa, a criatividade, proatividade e, naturalmente, a produtividade. Um ambiente físico adequadamente preparado pode contribuir, de forma decisiva, na construção e desenvolvimento desses valores. Estamos inegavelmente cada vez mais predispostos a permanecer por maiores períodos de tempo num local que maximize os nossos níveis de energia, sendo possível cada espaço de trabalho aumentar os nossos índices de bem-estar.

“Um estudo conduzido durante 10 anos pelo Dr. Chris Knight, da Exeter University, demonstrou que as plantas naturais, quando presentes nos espaços de trabalho, aumentam a produtividade em 38%, estimulam os níveis de criatividade em 45% e melhoram a sensação de bem-estar em 47%.”

ALGUNS EXEMPLOS INTERNACIONAIS