O que é a Saúde Geoambiental?

A Saúde Geoambiental é uma disciplina técnico-científica que identifica os diferentes fatores de risco existentes no ambiente – de origem geofísica, tecnológica e química – que confluem no interior dos edifícios onde vivemos e trabalhamos.

Para que serve a Saúde Geoambiental?

Se conhecermos estes fatores de risco podemos implementar medidas que melhorem o ambiente nestes espaços, criando casas e escritórios saudáveis.

O que é uma “casa doente”?

É um espaço que sofre do Síndrome do Edifício Doente – ou seja, “um conjunto de doenças causadas ou estimuladas pela poluição do ar em espaços fechados“, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

O que é uma casa saudável ou um espaço de trabalho saudável?

Uma casa/espaço trabalho saudável oferece um ambiente interior saudável que não prejudica a saúde dos seus habitantes e que respeita o meio ambiente na medida do possível. É, resumindo, um espaço biótico (apto para a vida) que contribui para a saúde e bem-estar das pessoas que nele vivem ou trabalham.

Como pode o estudo de saúde geoambiental ajudar?

O estudo começa por compreender as características do imóvel e os hábitos dos seus moradores/utilizadores. As fases seguintes de deteção e análise dos riscos, com recurso a equipamentos de medição específicos, permitem um relatório final com propostas de melhoria práticas e específicas.

COMO PREVENIR QUE
OS ELETRODOMÉSTICOS,
AS TELECOMUNICAÇÕES,
OS ELEMENTOS DECORATIVOS,
OS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
OU AS RADIAÇÕES DO
EXTERIOR PREJUDIQUEM
O SEU BEM-ESTAR?

Exemplos práticos de Saúde Geoambiental

Caso 1
Caso 2
Caso 1
Uma cinquentenária de poucas falas e sorrisos contactou-nos com uma ínfima esperança que renasceu ao ver uma entrevista na televisão, onde referimos alguns dos seus sintomas. Incrédula, consultou o nosso Facebook, site e blogue; leu e releu todas as nossas entrevistas e, por fim, contactou-nos.
Já sabia que a Síndrome de Fadiga Crónica, que lhe fora diagnosticada, é algo recorrente no mundo da geobiologia. Com uma doença incapacitante e medicada há vários anos, esta senhora viu a sua vida pessoal, social e profissional ruir. Consultou vários médicos e realizou vários tratamentos alternativos à medicina dita convencional, mas os sintomas persistiam inalteráveis.
Acordava, frequentemente, mais cansada do que quando se deitava, pois as dores musculares e articulares que percorriam todo o seu corpo não a deixavam dormir. Esta senhora vivia numa profunda exaustão com enxaquecas frequentes e falta de energia e concentração.
Já in loco constatamos que a nossa cliente dormia, ou tentava dormir, completamente imersa em radiações artificiais com variadíssimas fontes.
Passados alguns meses da instalação de um desconectador elétrico automático, de uma correta derivação à terra dos campos elétricos nas tomadas e da colocação de uma cortina antirradiação da varanda, a senhora já conseguia dormir algumas horas seguidas. As dores diminuíram e o seu organismo passou a responder à medicação de forma mais eficaz.

In “Uma casa mais saudável, uma família mais feliz” de Marcelina Guimarães e Miguel Fernandes
Caso 2
ANTES
DEPOIS
"Muitas foram as noites em que o nosso filho entrou pelo nosso quarto adentro, a chorar e a pedir para dormir connosco.”
Conscientes da importância que um estudo geobiológico tem para a saúde das pessoas e, ao realizá-lo para o quarto das crianças, os proprietários da habitação optaram por um estudo a todo o imóvel.
Uma decisão que certamente evitou vários problemas futuros, pois, ao iniciarmos a prospeção ao local, detetámos uma corrente de água subterrânea que atravessava toda a berma esquerda da cama da criança e que, surpreendentemente, se prolongava até à cama dos seus pais.
Após o reposicionamento de todas as camas e da pintura da parede do quarto dos pais com uma tinta antirradiação, os problemas detetados ficaram resolvidos. Tão simples quanto isto!
A criança nunca mais apresentou medos e insónias noturnas, pelo contrário, passou a dormir como um anjinho (palavras carinhosas de sua mãe) e esta atitude preventiva protegeu pai e filho de eventuais futuros problemas de saúde.

In “Uma casa mais saudável, uma família mais feliz” de Marcelina Guimarães e Miguel Fernandes

Para Empresas

O que têm em comum empresas como a Twitter, a Microsoft, a Google ou a Airbnb, para além dos milhões de dólares que faturam anualmente?

Todas se preocupam com o bem-estar dos seus talentos, criando espaços de trabalho saudáveis, harmoniosos e inovadores.

O que estas empresas cedo perceberam é que quanto mais felizes e saudáveis se sentirem os seus colaboradores, mais produtivos e criativos serão. E se isto é verdade para qualquer pessoa, é especialmente importante para as faixas etárias mais jovens como a geração Y (Millennials) ou a Geração Z.

Se a sua empresa ainda não é um espaço saudável.

Para Particulares

Acorda frequentemente cansado? Os seus filhos dormem mal ou acordam durante a noite? Sente-se desanimado, sem motivo aparente? Não consegue engravidar (ou sofreu abortos espontâneos) e os médicos não sabem porquê?

Todos estes sintomas podem ser um indício de que vive numa casa doente. Como ter a certeza que a sua casa é saudável?

Nós ajudamos!

img_consult-2